Youtube – Tag Vida de Mãe por Amanda Menezes

Oii pessoaaal, hoje eu vim aqui trazer uma suuuuper novidade pra vocês. 😀

Finalmente inauguramos o canal do Youtube do blog. Esse foi só o primeiro video de muitos que ainda vão vim, então, esperamos que vocês entrem nessa com a gente também. Vamos fazer de tudo pra ser super divertido, e claro, eficiente.

Nesse video eu, Amanda Menezes, respondi algumas perguntinhas da tag vida de mãe. Logo mais a Cristhiana Rendeiro também vai responder e filmar pra vocês também conhecerem ela um pouquinho mais. Então fiquem ligadas, e se inscrevam logo no nosso canal pra não perder nada.

Vou deixar aqui as perguntinhas e quem quiser responder também vou adorar saber.

Perguntinhas:

1) Quantos filhos tem e qual a idade deles?

2) A escolha do nome

3) Um fato engraçado

4) Qual o maior susto que levou com o filho?

5) O que faz como mãe que adora?

6) O que fazia antes de ser mãe que agora não faz mais?

7) 5 objetos que não vive sem.

 

 

Bom, espero que vocês tenham gostado.

Beijos e até a próxima.

Amanda Menezes

A crise dos dois aninhos – Terrible Two

post

Olá pessoal, hoje eu vim falar sobre um assunto que vem me deixando super estressada e sem saber o que fazer (na maioria das vezes). Tem dias que eu realmente não reconheço a minha Letícia, e tem horas que eu tenho vontade de deixar ela trancada em um quarto e fugir para o outro. Não to brincando não. A minha princesa sempre foi uma criança tranquila, apesar da personalidade fortíssima que eu tenho certeza que herdou do pai. Mas ultimamente, principalmente essa semana, ela anda insuportável. Continuar lendo

Mãe e filha, parceria garantida.

00

Boa tarde pessoal.

Depois de tanto tempo sem escrever nada aqui pro blog, hoje me deu vontade de contar pra vocês um pouco de como anda a minha vida. E tenho certeza que muita gente sabe exatamente do que eu vou falar. Fazem dois anos e três meses que eu me tornei mãe, no real sentido da palavra. Apesar dos 9 meses carregando aquela pessoinha dentro da gente, só quando olhamos pro seu rostinho é que de fato nos tornamos mães, na minha opinião.

De lá pra cá muita coisa mudou na minha vida, antes eu tinha planos mirabolantes e sonhos do tamanho do mundo. Hoje algumas coisas mudaram, mas não pensem que eu esqueci meus sonhos e nem que não tenho mais planos pra minha vida. Tenho tudo ainda sim, só foram adaptados pra caber mais uma pessoa neles – a pessoa mais importante da minha vida.

Ás vezes acho que sou chata demais e cuidadosa demais, muita gente reclama disso e quer brigar comigo pelo jeito super-protetora  que eu me tornei, mas acredito que isso seja uma maneira de me auto proteger e principalmente não deixar que nada de ruim aconteça com a minha princesa. Mas calma, eu sei que nós devemos criar os filhos pro mundo e tudo mais de clichê que existe por ai. Acontece que eu também fui criada dessa forma, e mesmo não gostando de ter sido tão protegida assim, hoje eu vejo que é talvez a melhor forma de criar um filho. Lógico que as adaptações estão sendo feitas, porque a 20 anos atrás as coisas eram mais fáceis (sem tanta violência) como hoje.

Faz um ano que somos só nós duas. E mesmo com todas as dificuldades do dia-a-dia, tenho certeza que lá na frente vai valer a pena. Hoje eu falo que somos parceiras. Ela me ajuda no que consegue fazer, e eu ajudo ela em tudo o que eu puder fazer. Lógico, como toda boa mãe, que eu também me estresso com ela, e brigo com ela, e muitas vezes grito com ela. Mas  (algumas de vocês vão me entender) mesmo quando nós não queremos brigar ou colocar de castigo, eles conseguem fazer de tudo pra nos testar, e pra mim, esse é a maior dificuldade. Como vou fazer ela me obedecer e fazer as coisas que eu acho que é certo? E como vou fazer isso sem brigar? (…) Ser mãe não é fácil.

Tem também aqueles dias que do nada, absolutamente do nada, eles tem alguma febre ou choram desesperados sem parar. E, quando se está sozinha você pensa “meu Deus, me ajuda”, e chora junto na maioria das vezes. Tem também aquela hora que você ta morrendo de medo de alguma coisa, mas tem que demonstrar ser a pessoa mais corajosa do mundo. (…) Banheiro nem existe mais na sua vida, ou melhor, você não tem direito de ir ao banheiro sozinha. Ser mãe não é fácil mesmo.

Mas a melhor parte dos nossos dias é assim: sendo parceiras. É ela que me faz companhia, é ela que me faz rir descontroladamente, é com ela que eu converso, é pra ela que eu conto as coisas, é com ela que eu me divirto. É com ela TUDO. É pra ela TUDO. Ela é a minha parceira! ❤

Amanda Menezes

Resenha de Livro sobre Brincadeiras para Bebês

Olá pessoal, tudo bom? Quem segue o @chadamamae no instagram ficou sabendo que eu comprei um livro essa semana sobre brincadeiras para bebês entre 1 e 2 anos de idade. O nome do livro é Brincadeiras Criativas para Bebê Inteligentes – Estimule o Desenvolvimento de seu filho das autoras Simone Cave e Dra. Caroline Fertleman, eu comprei ele na Lojas Americanas e foi bem baratinho, apenas R$ 9,90. Essa já é a segunda edição do livro.

1

O objetivo desse livro é mostrar a importância da brincadeira para as crianças e os benefícios que elas trazem. Assim, ele mostra opções de diversos tipos de brincadeiras para os pais se estimularem a passar mais tempo fazendo algo que o bebê tanto gosta. Um trechinho do livro: “Pesquisas mostram que se divertir regularmente com atividades simples é bem útil para desenvolver desde as habilidades motoras como a capacidade de ficar de pé e andar, além de ajudar no desenvolvimento cerebral e na fala, bem como na maneira como a criança interage e socializa com os outros.”

O que eu achei mais interessante foi a forma como o livro foi escrito. De maneira simples e direta, as autoras conversam com o leitor e explicam os porquês da importância da brincadeira entre pais e filhos nessa idade. A partir da introdução, o livro apresenta uma brincadeira “nova” para o leitor e ainda explica como fazer e os benefícios.  São 48 brincadeiras espalhadas pelas páginas do livro, que é todo colorido e gostoso de ler. E o melhor, você não precisa seguir uma ordem. É só fazer como eu, abrir em uma folha qualquer e meter a mão na massa.

2 3 4

 

Alguns exemplos de brincadeiras que existem no livro: Fazendo um bolo, Brincadeiras com areia, Que cheiro é esse, Um dia com o ursinho, dentre muitas outras. Vale a pena comprar, eu adoreeeeei!!!

Espero que vocês tenham gostado e até a próxima resenha. Não esqueçam que se tiverem alguma indicação de livro sobre esse ou outros assuntos mandem pra gente. Eu adorei fazer esse tipo de post, e podem ter certeza que vem muito mais por ai.

Beijoos e até a próxima,

Amanda Menezes

A primeira vez a gente nunca esquece!

deixando-o-filho-na-escola cópia

Oi pessoal, e finalmente chegou o tão esperado dia. Minha princesa começou a estudar. Hoje eu imagino o que tantas mães e pais, inclusive os meus, sentiram nesse primeiro passo que a criança dá. Tudo bem que foi uma decisão minha, e não dela, mas de qualquer forma ver que ela vai começar um novo ciclo dá sim um pouco de medo. Antes era o bebezinho da mamãe (e sempre vai ser) e agora é uma garotinha independente que já esta em um novo meio e conhecendo novas pessoas.

Hoje eu vim fazer um pequeno resumo de como foi a minha experiência, e é claro que eu quero saber da experiência de vocês sobre essa fase. Vou contar como foram esses primeiros dias de aula, alguns detalhes, alguns dramas, o orgulho, a felicidade… Enfim, vou resumir dia por dia. Espero que gostem de curtir e dividir isso comigo.

1° dia de aula

Chegamos na escolinha e ela já foi toda animada dizendo tchau pro vovôi e falando com todo mundo que encontrava pelo caminho. Entramos na sala de aula dela, e tinham apenas uns 4 ou 5 alunos, uns dois estavam chorando. A princesa me perguntava o que era que tinha acontecido pra eles estarem chorando, toda preocupada. Falou com a tia, e ficou por ali conhecendo o lugar e querendo mexer em tudo. Depois foi brincar no parquinho com os amiguinhos, e de vez em quando vinha falar comigo (que fiquei de longe só olhando). Logo depois da brincadeira no parquinho eles entraram pra fazer uma atividade, e eu resolvi ficar do lado de fora da sala pra saber como ela ia ficar – se ia ter choro ou não. Resultado: ela ficou lá brincando e nem lembrou que eu existia. Eu, é claro, fiquei do lado de fora (escondida) só olhando o que estava acontecendo com a minha princesinha no seu primeiro dia de aula. Se eu quisesse ter ido embora aquela hora, podia, porque ela nem lembrava que eu não tava ali. Mas é claro que como uma verdadeira mãe de primeira viagem, eu fiquei ali esperando até a hora de ir embora. Depois, é claro, ela me encontrou ali olhando ela e me chamou pra entrar. E esse foi o nosso primeiro dia de aula.

2° dia de aula e 3° dia de aula

A princesa teve febre de madrugada e eu preferi não levar ela para a escolinha, ela ficou mole e dengosa, então acho que fiz a melhor escolha. Afinal, ela ainda tem tempo de estudar pro enem mais lá pra frente. kkkkk

Bom, vamos ver se essa gripe vai embora e assim a princesa vai poder ir pra escolinha de novo. Não acho certo quem força a criança a ir pra escola quando não tem tanta necessidade, como é o caso da Letícia, ainda mais se ela tiver doente. Posso até estar fazendo errado desse jeito e isso pode até atrapalhar na adaptação dela. Mas o importante pra mim é ela ficar bem logo pra poder voltar a nova rotina dela.

Espero que tenham gostado de saber um pouquinho da nossa nova rotina, agora com a princesa no maternal 1. Não se esqueçam de me contar como foi a experiência de vocês, vou adorar saber.  E agora o Chá da Mamãe tem mais uma novidade, vamos inaugurar o canal no Youtube – se inscrevam e fiquem sabendo de tudo primeiro (https://www.youtube.com/user/chadamamae).

Beijos e até a próxima

Amanda Menezes

Comemoração 1 ano do Blog (parte 2)

Boa tarde pessoal, antes de qualquer coisa gostaríamos de agradecer mais uma vez pelo carinho que vocês tem nos dado nesse tempo todo do blog. É tão bom fazer aniversário que nós estamos preparando além desses, mais outros presentinhos em comemoração, então fiquem ligadas!

Hoje o presentão vem através da nossa parceria com o melhor lugar para design de unhas de Belém-PA, a Colorê Nails Design . Já conhece a nova tendencia da moda para as unhas? Agora as mulheres estão usando adesivos para todas ou para apenas uma unha de cada mão. Fica incrível, principalmente pela variedade que nós encontramos de adesivos. As leitoras do Chá da Mamãe ganham um par de nail wrap (película/adesivo de unha) na filha única, mas só vale de segunda a quarta. Essa promoção é valida até o final de 2014. E não esqueça que para aproveitar você terá que imprimir e apresentar no dia que você for fazer suas unhas.

cupom colorê

É apenas um presente simbólico comparado ao carinho que temos por vocês. Aproveitem e aguardem mais novidades. Porque é como eu sempre digo, nós fizemos aniversário mas quem ganha o presente são vocês – nossa razão de existir.

Obrigadaaa!!!

Metas e desejos para 2014

1463416_607831199274950_1599579226_n cópia

Boa noite mamães, depois de quase um ano do blog viemos aqui fazer a nossa listinha de desejos e metas para esse ano que acabou de chegar. Hoje o post vai ser um pouco diferente do que estão acostumados. Fizemos (cada uma) uma lista do que queremos para o Chá da Mamãe nesse ano, e o resultado foi esse, esperamos que gostem.

Amanda:

1)      Começar a filmar os vídeos e entrevistas para o canal do Youtube do Chá da Mamãe.

2)      Montar novas parcerias para que o blog cresça cada dia mais.

3)      Fazer posts pelo menos 3 vezes na semana, com assuntos variados.

4)      Montar novos sorteios e encontros com os leitores.

5)      Chegar a 3 mil curtidas na página do Facebook.

 

Cristhiana:

1)      Dedicar mais tempo ao blog.

2)      Colocar em prática o canal do Youtube.

3)      Formar parcerias.

4)      Fazer ações de rua que promovam a imagem do blog e da página.

5)      Estar cada vez mais unida e feliz com minha parceria e amiga, Amanda, para que possamos juntas ter forças de sustentar nossos sonhos.

Então é isso pessoal, esperamos do fundo do nosso coração que essas metas sejam alcançadas nesse ano. E como vocês puderam ver, estamos na mesma linha de pensamento, o que mostra cada vez mais que queremos a mesma coisa.

Um feliz 2014 para todos os nossos queridos leitores, e que continuemos juntos ainda mais nesse novo ano. Aguardem novidades no Chá da Mamãe.

Um grande beijo, equipe do Chá da Mamãe.

O que não se deve falar para as crianças

Pediatra lista 10 coisas que não devemos dizer para as crianças. Vale a pena ler, já que isso pode influenciar (e muito!) na personalidade delas.

1 – Não rotule seu filho de pestinha, chato, lerdo ou outro adjetivo agressivo, mesmo que de brincadeira. Isso fará com que ele se torne realmente isso.

2 – Não diga apenas sim. Os nãos e porquês fazem parte da relação de amizade que os pais querem construir com os filhos.

3 – Não pergunte à criança se ela quer fazer uma atividade obrigatória ou ir a um evento indispensável. Diga apenas que agora é a hora de fazer.

4 – Não mande a criança parar de chorar. Se for o caso, pergunte o motivo do choro ou apenas peça que mantenha a calma, ensinando assim a lidar com suas emoções.

5 – Não diga que a injeção não vai doer, porque você sabe que vai doer. A menos que seja gotinha, diga que será rápido ou apenas uma picadinha, mas não engane.

6 – Não diga palavrões. Seu filho vai repetir as palavras de baixo calão que ouvir.

7 – Não ria do erro da criança. Fazer piada com mau comportamento ou erros na troca de letras pode inibir o desenvolvimento saudável.

8 – Não diga mentiras. Todos os comportamentos dos pais são aprendidos pelos filhos e servem de espelho.

9 – Não diga que foi apenas um pesadelo e mande voltar para a cama. As crianças têm dificuldade de separar o mundo real do imaginário. Quando acontecer um sonho ruim, acalme seu filho e leve-o para a cama, fazendo companhia até dormir.

10 – Nunca diga que vai embora se não for obedecido. Ameaças e chantagens nunca são saudáveis.

Fonte: http://itodas.uol.com.br/mae/o-que-nao-se-deve-falar-para-as-criancas/



Como manter a auto estima durante a gravidez

Você está gravida? Imagino que você não esteja se aguentando de tanta felicidade, agora o momento é só festa. Nos primeiros meses, tirando a parte dos enjoos, é tudo maravilhoso, a ansiedade e expectativa de ver a barriga crescer é enorme.
Conforme a gravidez avança, vários incômodos vão aparecendo, como seios doídos, pés inchados, a coluna dói, as medidas vão aumentando, sem contar na insegurança com o marido, por isso algumas mulheres ate entram em depressão e precisam recorrer a alguns mecanismos para recuperar a autoestima.
Nesse período, o aspecto emocional varia muito e muitas gestantes acabam não se reconhecendo. Os hormônios oscilam muito e isso acaba refletindo no comportamento. Segundo uma psicóloga Os hormônios também têm uma parcela de culpa. Nos nove meses da gravidez, eles oscilam tanto que acabam afetando o comportamento feminino. Resultado: uma hora a mulher se sente triste, noutro momento está feliz, depois preocupada e introspectiva”.
Então lembre primeiramente que a gestação dura somente nove meses e nesse período existe uma nova vida sendo gerada e é seu filho. Por isso, a mulher deve se adaptar e curtir o momento da melhor forma possível, sem perder a feminilidade, cuidar de você para receber esse serzinho. E já que você não pode tingir os cabelos, que tal fazer um corte diferente? Comprar roupas novas (isso com certeza você vai ter que fazer), hidratar muuuuuito a pele para prevenir as estrias, já que junto com o crescimento da barriga elas estão sujeitas a aparecer. E não pode vacilar na alimentação, lembre-se que tanto você quanto seu bebê precisa de nutrientes.
Quanto as mudanças de humor, saiba que elas são super normais e para lidar com elas é preciso respeitar o que está sentindo. Se ficar angustiada, desabafe com alguém, pode ser seu companheiro, amiga, mãe. Também não é hora para preocupações exageradas, evite o máximo que puder de estresses.
Por fim, esse é um momento mais que especial, então aproveite cada segundo. Organize o enxoval, o quarto, as fraldas, tudo com muito carinho. Aproveite pois é nessa fase que você é mais paparicada, todas as suas vontades são feitas, porque daqui a alguns meses todas as atenções são voltadas para aquele ser tão pequenininho. Ah e não esqueçam das fotos!!! Registre todos os momentos, tire muitas fotos, depois você vai sentir falta desse barrigão.  E, se a gravidez não foi planejada, como a minha, o conselho que eu dou  é: encare tudo e todas as mudanças de coração aberto e com muita tranquilidade, pois quando você ver aquele rostinho, você vai esquecer de todos os problemas.
Espero ter ajudado em alguma coisa. Beijão e até a próxima 😉
 
Cris Rendeiro

Insegurança, antes e depois

Olá mamães!
Ontem tive uma conversa super legal com uma amiga que acabou de se tornar mamãe. E nessa conversa eu percebi um problema, que eu acho que toda mulher passa no momento da maternidade, a INSEGURANÇA.
Insegurança tanto com o marido, como consigo mesma. Nos últimos meses de gravidez é tudo complicado, cansativo e logo depois vem a quarentena, o pós-parto e ainda tem aqueles quilinhos a mais, e como não se sentir insegura com tudo isso? Podem ter certeza, eu sei muuuito bem que não é fácil…
Mas assim, o que eu tenho pra dizer pra vocês que é o que eu fiz, é que não existe coisa melhor do que você se sentir bem com você mesma, e não precisa muito pra isso. Você tem nos braços o ser mais importante da sua vida, seu filho, quer motivo maior pra ser feliz?
Tudo só vai depender de você mesma, de sua força de vontade. A única pessoa que esse serzinho conhece nesse momento é você, então se arrume pra ele, sorria pra ele, seja feliz junto com ele… E os quilinhos a mais que você ganhou, como eu disse, só vai depender de você mesma. Ah, amamentar ajudar muuuuuito!!!
E também não podemos esquecer do marido, não é? Invista em programas simples que agradem aos dois, não custa nada pedir pra vovó ficar um pouquinho com o bebê pra vocês aproveitarem um pouco a sós. Capriche na produção que ele vai adorar.
Ser Mãe não te impede de nada, pelo contrário, só faz bem. Por isso, seja sempre SEGURA com você mesma e aproveite cada momento do seu pequeno.
Imagem
 
Beijão, Cris Rendeiro 😉