Como ajudar seu filho a dormir sozinho no quarto.

Oi pessoal, tudo bom?

Por: Cristhiana Rendeiro

Hoje tô aqui pra contar pra vocês o que eu fiz pra conseguir que a Alice dormisse sozinha. Minha filha, a Alice, tem 2 anos e 10 meses e a quase um mês tem dormido sozinha no quartinho dela, minhas noites de sono e do pai dela agradeceram. Quando digo para as pessoas que ela já dorme sozinha no quarto dela, a maioria se assusta, não entendo o motivo hahaha. Mas aqui em casa, eu o meu marido sempre fomos adeptos à rotina diária.

11172004_800428436705558_669877830_o

Continuar lendo

Na viagem: O que levar na mochila?

Por Cristhiana Rendeiro

Olá pessoal!! Atendendo a pedidos, hoje vou falar um pouquinho sobre o que eu levo na mochila quando viajamos por com a Alice. Então como nossas viagem sempre são muito divertidas e são aventuras maravilhosas, muita gente sempre pede pra contar como foi cuidar da Alice nesse tempo e o que eulevava dentro da mochila, quando saíamos pra conhecer os lugares.

11149163_792795160802219_1993052381_n

Bem, vocês sabem muito bem que nós mães somos um pouquinho exageradas quando se trata de sair com as crianças. Vocês são assim? Eu sou! Vou pela lógica do “vai que precisa, então é melhor levar” e acabo enchendo a mochila pra ir num simples passeio kkkkkk. Desde que a Alice nasceu, nós viajamos apenas duas vezes pra lugares longe, no caso fora do estado, a primeira vez foi pra Foz do Iguaçu de avião e a segunda foi pra São Luís de carro ( 7 horas de viagem, parando pela estrada).

Continuar lendo

Lanches das Crianças na escola: Dicas e Sugestões

Por Cristhiana Rendeiro

Oi gente! O tema do post de hoje foi sugestão da nossa querida leitora Nayara Melo. E como vocês sabem que nós adoramos as sugestões de vocês, vim aqui escrever.

Todos nós sabemos da importância de uma alimentação saudável, principalmente para nossas crianças. E é bom que seja inseridos bons hábitos alimentares desde a infância, para benefícios a longo prazo e sejam adultos saudáveis.

Eu sempre preferi os lanches naturais, em vez dos industrializados. Continuar lendo

De Mãe para Mãe – Relatos e Experiências pessoais

Oi gente! Hoje eu estava deitada e pensando sobre a vida, pensando mesmo, viajando legal. Ai parei pra pensar em como seria minha vida caso eu não tivesse a Alice e sabe o que mais me surpreendeu e me inspirou pra escrever esse post? É que eu não consegui imaginar como seria e nem consegui lembrar de como toda minha vida era antes da chegada dela.

Lembrei desde o dia em que eu desconfiei da gravidez e sai de casa pra comprar o teste na farmácia, e comecei a lembrar também o que muita gente me dizia sobre ser mãe. Continuar lendo

Intolerância à Lactose – E agora?

Oi gente! Tô aqui essa semana pra falar sobre um assunto bem chatinho… Tem mais ou menos uns dois meses que descobri que a Alice estava com intolerância à lactose e é claro que eu não podia deixar de compartilha com vocês sobre um assunto desses.

10595849_666372076777862_405752677_n Continuar lendo

Férias com Alice – Foz do Iguaçu 2014

Oi gente!! Depois dessas férias maravilhosas, estou de volta. E ansiosa pra contar tudinho como foi essa aventura com a Alice.

Pra quem não sabe, a minha Alice tem apenas 2 aninhos e 2 meses, então essa foi a nossa primeira viagem de férias de verdade com a nossa pequena. Então PENSE na aventura divertida que foi, é cada história que vcs nem imagimam e se eu fosse contar tudo, vcs enjoariam de ler. Então vamos lá!

A escolha do destino: A verdade é que eu sempre tive vontade de conhecer as Cataratas do Iguaçu e quando pesquisei a respeito de roteiros com crianças, descobri que muitos disseram ser bem válido o passeio para os pequenos e sem contar que você tem a oportunidade de conhecer mais dois países de culturas bem diferentes. A época do ano pra lá também ajudou muito, né, adoraaaamos o frio (hahahaha). Ai encontrei uma promoção ótima na internet e pronto, escolhido o destino. Fiz o roteiro e lá vamos nós.

DSC_0128

 

A viagem de avião: Gente, Foz do Iguaçu é lindo, mas é longe demais de Belém, então o que foi mais cansativo, sem dúvida foi a viagem. Muita conexão, escala, espera, enfim… Cansou demais! Mas compensou quando chegamos lá, podem ter certeza disso. E a volta, também compensou quando chegamos em casa.

A chegada: Fomos para passar 7 dias, então escolhemos ir na segunda-feira e aproveitar a semana toda por lá. A nossa chegada já se torna maravilhosa quando sobrevoamos a Usina de Itaipu e temos aquela vista de cima. Logo em seguida fomos para o hotel que por sinal ficava muito bem localizado (próximo ao terminal, zoológico, ótimas churrascarias, hipermercado)  e fomos muito bem recebidos. Deixamos as malas no hotel e fomos almoçar e em seguida fomos conhecer o zoológico municipal. Achei meio caidinho de animais, mais é “de grátis” e pertinho do hotel, então fomos lá. Tinha, onça, arara, macaco, jacaré, ema e mais outros bichinhos lá. Mas é um lugar demaaaais agradável e o clima nem se fale.

 

10502182_648731995208537_3037442331085155492_n

 

Muitos queriam saber como foi passar esses dias em um quarto de hotel com a Alice tendo que tomar banho, se alimentar de coisas sem lactose e mingau. Bem gente, mãe é mãe e dá um jeitinho pra tudo. Fui preparada de casa com o leite de soja, a massa, copo, colher, garfo e escova de lavar mamadeira. E o hotel oferecia uma copa com fogão e microondas para aquecer a água e o resto eu fazia lá no quarto mesmo. Quanto ao banho, a água era bem quentinha, obrigada! (hahahahah). E o hotel oferecia um café da manhã bem variado e nós fazíamos bem reforçado. Vou contar um segredo pra vocês… Nós fazíamos uns sanduíches lá do café da manha e levávamos na mochila, por que com criança, vocês sabem, né. E quanto ao almoço, a gente sempre saía sem saber o que ia rolar no nosso dia, então os sanduíches eram de qualquer maneira uma precaução, além de biscoitos e sucos que nós compramos em supermercado (por que é bem mais barato). Quando dava a hora do almoço e tinha restaurante próximo, a gente é claro parava logo pra almoçar, caso contrário, a Alice ADORAVA quando tinha que comer o sanduíche. E a gente sempre tinha muita água na mochila pra hidratar.

Só pra vocês ficarem sabendo, nós não alugamos carro ou contratamos transfer de agencias de turismo. Preferimos nos aventurar mesmo de transporte coletivo, que funciona muito bem por lá. Então rodamos a cidade inteira de busão mesmo, por R$ 2,89 a passagem e se voltar pro terminal, você não paga outra não. Nem precisamos de guias, pois tem um aplicativo pra android que você pode ver todas as linhas de ônibus e pra onde eles vão. E as pessoas lá estão sempre dispostas a dar informações.

Vamos aos pontos turísticos:

Marco das 3 Fronteiras: é o local onde fica a divisão dos 3 países da tríplice fronteira que é Brasil, Paraguai e Argentina dividido pelo Rio Paraná. Uma dica: Se você perder o ônibus que te deixa até lá pertinho (o 103), então vá de táxi ou transfer, pois os outros ônibus te deixam um pouco longe e você vai precisar fazer uma boa caminhada em um caminho um pouco soturno. Mas é um local agradável e que você tem quase como obrigação conhecer.

DSC_0022

Compras no Paraguai: Foi bem menos tenso do que eu esperava… Ai sim contratamos um serviço de transfer, da Loumar Turismo, para nos deixar e buscar lá. Eles nos deixam no primeiro shopping de lá e nos buscam no mesmo lugar. Super seguro e confiável. Não tive problema em levar a Alice, a não ser ter que carregar ela o trajeto inteiro. Os preços de eletrônicos lá são ótimos, mas tem que ter muito cuidado com as falsificações. Caso esteja pensando em comprar lá, vá direto para as lojas grandes, compre sempre nos shoppings e desconfie de tudo que for barato demais. Roupas de cama nos camelôs tem ótimos preços. E os brinquedos para os babys, são muuuuuito baratos e tem coisas que aqui você não encontra. Ah, cuidado com o que você come lá, os shoppings grandes tem praças de alimentação com comidas muito boas e confiáveis. Dedique um dia inteiro pra isso.

Cataratas do Iguaçu: Aaaah as Cataratas!! Gente, sinceramente, tudo o que eu disse aqui nunca vai descrever o que eu senti de verdade quando eu cheguei naquele lugar. É simplesmente INCRÍVEL. É uma mistura de admiração pela beleza do lugar e ao mesmo tempo medo da grandiosidade daquilo. E o que mais me deixou surpresa foi a reação da Alice. Por que eu nunca esperei que ela fosse reagir daquele jeito. Completamente encantada como eu, até porque tinha um arco-íris lindo, as quedas d’água, quatis (que roubaram nossos sanduíches de dentro da mochila). Fiquei emocionada de ver minha corpitchu daquele jeito. E acreditem, eu entrei com ela na passarela da Garganta do Diabo e ela não queria sair de lá kkkkkkk. Fomos de capa (que não adianta de nada). Vá preparado para andar e subir e descer escada, é um trajeto de mais ou menos 1,5 km que vale muito apena, cada pedacinho. O parque é todo muito bem estruturado. A entrada custa R$ 29,00 para adultos e R$ 7,90 para crianças e um ônibus super confortável pega você na entrada e te deixa no começo da trilha. Tem alguns passeios opcionais e radicais que é claro, não dá pra fazer com criança. Ah, e nós fomos de ônibus do centro de Foz até lá, que nos deixou lá dentro do parque.

Obs: Bem em frente ao Parque das Catararas tem o Parque das Aves que custa R$ 20,00 a entrada. Acabamos não indo pois a Alice acabou dormindo na volta das Cataratas e perdemos essa :/

 

Os danadinhos dos quatis comendo o que restou dos nossos sanduíches, que eles tiraram de  dentro da mochila 😦

DSC_0049

DSC_0054

 

 

DSC_0088

DSC_0124

 

 

 

DSC_0059

 

Cataratas del Iguazu e cidade de Puerto Iguazú: É incrível como uma cidade que fica apenas poucos quilômetros do Brasil, é tão diferente culturalmente. Puerto Iguazú é uma cidadezinha da Argentina bem agradável e que recebe muitos turistas pelo fato de ter o outro lado da Garganta do Diabo. E as Cataratas do lado de lá, ai gente, é mais lindo. Você é levado até lá por um trenzinho super cute que faz um trajeto que te envole com a natureza. As águas de lá passam por debaixo dos nossos pés na passarela, mas infelizmente a passarela de acesso à Garganta del Diablo estava interditada, porque a força da água derrubou uma parte (medo). E quanto a cidadezinha, super aconchegante e tem umas outras atrações além das cachoeiras, que não tivemos tempo de conhecer. E pra comprar vinhos, alfajos e lembrancinhas é ótimo. E não deixe de experimentar a famosa cerveja Quilmes, é muito boa!


DSC_0205

 

DSC_0225

 

Icebar: Na volta das Cataratas, bem na estrada, tem um lugar chamado Icebar Iguazú. Não resistimos e fomos até lá. É uma experiência interessante, você entra em lugar onde é tudo de gelo, inclusive os copos e o sofá, e a temperatura é à -10°. Custa R$ 40,00 por pessoa e criança não paga. Eles dão um casaco e luvas, mas é bom ir com roupas quentes por baixo. Lá dentro tem um música agitada e um barman, você pode beber drinks à vontade. Só que o tempo de permanência lá é de apenas 30 minutos, pois mais do que isso ninguém aguenta, o nariz já começa a ficar vermelhor demais kkkkk. Você tem que aproveitar pra tirar o máximo de foto possível e beber o quanto puder kkkkk (calma, você não vai conseguir ficar bêbada).

 

DSC_0329

 

DSC_0296

 

DSC_0312

 

Templo Budista: Eu sempre tive vontade de conhecer um templo budista e aproveitei que Foz tem um e fomos lá. Um lugar maravilhoso também, que de alguma forma que eu não sei explicar, te deixe mais calmo e te revigora e é um lugar lindo pra tirar fotos. Algumas pessoas também fazem piquenique lá. E se você quiser, pode deixar uma ajudar pra manter o templo e tem uma lojinha de lembranças pra quem se interessar.

 

DSC_0454

DSC_0003

DSC_0410

DSC_0431

Museu de Cera: foi inaugurado recentemente lá na cidade esse Museu, que conta com umas 80 estatuas (se não me engano). Custa R$40,00 reais a entrada para adulto e criança é de gratis. Você pode tirar fotos com todas que tiverem lá, com exceção de 5 que eles só permitem se voce comprar deles. Pra nós foi bem válido o passeio, gostamos bastante. Alice ficou encantada por ver o Bob Esponja e o Patrick “pessoalmente”.

DSC_0097

DSC_0014

DSC_0027

DSC_0069

Infelizmente nós não conhecemos todos os lugares que nós queríamos, porque ao contrário do que muitos pensam, Foz do Iguaçu tem sim MUITO  o que fazer e com uma criança não é mais difícil e sim mais restrito ir a certos lugares. Tanto é que nossa programação era toda pela manhã, anoite geralmente íamos ao shopping ou às churrascarias ótimas que tinha por lá e com rodízio de churrasco a R$ 24,00, acreditem. Ah, e foi junto com a gente, meu digníssimo esposo e meu meu irmão, o que não tornou tão cansativo nossas caminhadas, pois a gente revezava os pesos (Alice e mochila).

No mais, foi tudo ÓTIMO, pois aconteceu o que eu mais queria… Minha princesa Alice curtiu TODOS os momentos junto com a gente e eu tenho certeza que vai ficar na memória dela algum pedacinho daquela viagem. Até porque fotos tem muuuuuitas. E relembrar tudo isso pra mim foi tudo de bom, fiquei rindo sozinha aqui lembrado de cada momento. Obrigada por me permitirem partilhar esse momento com vocês. Beijão e até a próxima.

Cris Rendeiro 😉

Aniversário da Alice – Arraial da Galinha Pintadinha

Oi gente!!

Como já estamos próximo do mês de Junho (pra mim o melhor mês do ano), achei legal mostrar pra vocês um pouco do que foi o aninho da Alice no ano passado, que foi justamente nesse mês lindo. Esse ano resolvemos não fazer nenhuma festa grande, vamos apenas fazer na escola pra ela comemorar com os amiguinhos e no dia do aniversário vamos levá-la pra passear e se divertir.

Voltando, pra escolher o tema não foi muito difícil, até porque ela era louca pela Popó na época, e já que ela não podia escolher o tema que ela queria, fiz do que ela realmente gostava, então eu só fiz ligar as coisas, a Galinha Pintadinha e a Festa Junina, foi assim que dei início às preparações para o Arraiá da Alice.

Comecei a organizar mais ou menos 3 meses antes, comprando as coisas, procurando decoração, fotógrafo, buffet, enfim… Eu sou uma pessoa que se preocupa em primeiro lugar com o que os meus convidados irão comer e se irão comer bem. E pensando nisso eu achei melhor contratar o serviço de buffet, inclusive super delicioso e competente. Inclusive, por causa do tema, pedi para eles trocarem a sobremesas por comidas típicas da época, mingau, canjica, bolo de milho, macaxeira, arroz doce, etc…

Os convites eu mesma fiz e levei pra imprimir na gráfica de um amigo meu, a Ingraphic. A ideia foi minha e da Amanda, fiz em forma de bandeirinhas e colei tudo em um barbante e depois coloquei dentro de um saquinho transparente (ignorem o erro no convite, colei errado, haha). Ah, e já no convite pedi pros convidado irem vestidos a caráter com o tema, praticamente todos foram 🙂

Imagem

Quanto a decoração, não gastei tanto, priorizei realmente a parte da comida e investir maior parte do dinheiro com isso. Por isso, comprei a decoração em um desses sites de compras coletivas por R$ 300,00 que incluiu praticamente tudo e cobrava bem baratinho pra encher os balões. A mesa foi composta pelo bolo MARAVILHOSO criado pela bisavó da Alice, dona Solage. Os doces finos, cupcakes, popcakes feitos pela minha amiga Cláudia. Os poucos personalizados que tiveram eu também comprei em um site de compras coletivas. E as lindas garrafinhas de refrigerante decoradas fui eu mesma quem fiz. A mesa ficou desse jeitinho, simples e bem bonitinha.

 

 

Imagem

 

O bolo MARAVILHOSO…

Imagem

 

Doces finos em forma dos desenhos

 

 

Imagem

 

Brigadeiro de colher

 

Imagem

 

Os cupcakes e maças do amor…

 

Imagem

 

A mesa completa

Imagem

 

Essa é uma outra mesa que ficou com pipocas, hot-dogs, bolo de macaxeira e outras coisas.

 

Imagem

 

Como centro de mesa, eu inventei uma coisa kkkkk. Na verdade eu fiz isso meio que em cima da hora, então fui juntando o que eu tinha de material e fiz o centro de mesa. Fiz desse jeito que vocês podem ver na foto, enchi os cachepot de papel picado, bombons, estalinho, e decorei o pirulitão com mini chapéu de palha e patchouli (acho que assim que escreve…).

Imagem

 

Pra alegrar as crianças eu não contratei animador, achei melhor alugar brinquedos. Achei bem baratinho também em um site de compras coletivas um kit de piscina de bolinhas e cama elástica que foram um sucesso. Os resto da animação da festa ficou por conta dos convidados mesmo, teve quadrilha maluca, trenzinho, casais dançando, foi muuuuito bom.

Imagem

 

Como lembracinhas eu fiz um saquinho daquele tecido TNT e dentro dele coloquei bombons relacionados ao tema, como paçoquinha, pé de moleque, doce de leite, estalinhos, foguetinhos e mais outros bombons pra incrementar, coloquei tudo dentro e amarrei e ficou desse jeitinho. Para os meninos fiz azul e para as meninas eu fiz rosa.

Imagem

Imagem

E é claro que eu não poderia deixar de falar do look belíssimo dela que foi feito pela vódrasta Uyandara, vestido azul de bolinha branca. Depois dos Parabéns eu troquei a roupa dela por uma outra da galinha pintadinha, por causa do calor e agonia dela.

Imagem

Bem gente, como vocês puderam perceber eu quase não investi em decoração luxuosa e personalizados, mas meus convidados foram muuuuuito bem servidos e a festa foi boa demaaaais, garanto pra vocês. Alice aproveitou do início ao fim e só dormiu depois de abrir todos os presentes. Foi ai que percebi que o que vale na festa são as pessoas que nelas estão e principalmente a felicidade do aniversariante, então quando estiver planejando a festinha do seu baby lembre-se que ele é o personagem principal e ele merece aproveitar sua festinha.

Espero que vocês tenham gostado do post e que ele possa ajudar vocês em alguma coisa ai na preparação da festinha 🙂

Beijão, Cris Rendeiro

O momento certo para o bebê dormir sozinho

Oi gente!!

Eu já estava a um bom tempo querendo falar desse assunto e agora como estou prestes a iniciar esse momento em casa, resolvi pesquisar um pouco e compartilhar com vocês sobre o que fazer quando chega esse momento.

Li sobre o que muitos especialistas dizem sobre esse assunto e pelo que percebi, não vai ser nada fácil passar por isso. Eles dizem que o certo é na verdade, deixar a criança sozinha assim que deixa a maternidade. E mesmo que para os pais seja mais cômodo ter o bebê ali na cama, por causa das frequentes mamadas e trocas de fraldas, esses especialistas dizem que são os pais quem tem que se acostumar com a rotina do bebê e não o contrário. Eu sinceramente não tenho nada contra o bebê dormir na mesma cama que os pais nos primeiros meses, até porque eu achava tão gostoso ter a Alice ali pertinho de mim, e sem contar no medo que eu tinha dela se engasgar anoite e muitos e muitos pensamentos.

Até hoje, a Alice com 1 ano e 9 meses, ainda dorme conosco na mesma cama e eu continuo achando muuuuuito gostoso ter aquela costelinha ali comigo. Como já contei em outro post, nos mudamos recentemente pra nossa casa e o quartinho dela ainda não está do jeito que eu quero, por isso resolvi atrasar um pouco mais essa passagem de quarto dela.

Essa semana pensei muito sobre o assunto e resolvi que enfim chegou a hora, ela  não mama mais, dorme a noite toda e sem precisar nanar, já vai pra escola, é quase uma mocinha, então nada melhor do que ela ter o canto dela e nós o nosso (precisamos urgentemente disso). Quero dizer pra vocês que eu só vou muda-la de quarto porque eu realmente me sinto segura com isso e sei que mesmo com a fase de adaptação, vai ser melhor para todos, então se você está pensando em fazer o mesmo com seu filho, pense primeiro se VOCÊ se sente segura disso.

sb10064105ad-001

Uma dica pra que ela se adapte mais rápido é impor uma rotina diária, no caso da Alice as 21hs no máximo ela já está de pijama e no quarto prontinha pra dormir. Outra coisa, a casa toda deve ajudar nesse processo, pois não adianta nada colocar a criança pra dormir as 21hs se a casa continuar agitada.

Os especialistas também dizem que os pais tem que se controlar na hora quem que ouvirem qualquer barulhinho da criança, e não sair correndo por qualquer gemidinha. Uma dica é ficar com a criança no quarto até que ela pegue no sono, pelo menos nos primeiros dias da mudança. E há quem prefira uma babá eletrônica, mas eu acho que basta deixar as portas dos dois cômodos entreabertas para poder atender a qualquer chamado.

Vou iniciar essa fase ainda esse mês, depois posso fazer um post pras contar como foi na prática. Qualquer dúvida, crítica ou sugestão é só escrever nos comentários ou enviar para o email chadamamae@gmail.com. Estamos também no facebook e instagram, segue a gente lá http://www.facebook.com/chadamamae e @chadamamae.

Espero que tenha gostado. Beijão e até a próxima :*

Bebês e Animais de estimação, como conviver…

Olá pessoal!
Demorou mas eu resolvi falar sobre um assunto que está completamente presente na minha vida, a relação dos bebês e os animais de estimação. Para alguns esse assunto pode ater ser meio “polêmico”, por diversos fatores individuais de cada pessoa. Mas vou contar pra vocês um pouco da minha experiencia sobre o assunto (o que não é pouco).
O que fazer com o animal de estimação depois da chegada do bebê?
Bem, antes de engravidar da Alice eu e meu marido já tinhamos uma “Filha Dog”, a Pérola, que realmente sempre foi tratada como uma filha, dormia na cama com a gente e tudo. Depois de um ano com a ela, engravidei da Alice… Como sempre, a Pérola esteve ao meu lado a gravidez inteira, como grande companheira que é.
Durante esse tempo, procurei ler o máximo que pude sobre o assunto, como fazer essa relação de bebê e animal, que me ajudou muito nesse processo. Um tempo antes da Alice nascer, fomos mudando os hábitos com ela e acostumando a Pérola a não dormir mais na cama com a gente.
Quando chegamos da maternidade, a Pérola com a alegria que sempre nos recebia ficou curiosa em saber o que era a aquele serzinho estranho ali nos meus braços. Abaixei a Alice um pouquinho pra ela sentir o cheirinho e saber que era a mais nova moradora da casa que estava chegando.
No começo foi MUITO difícil, pois todos achavam que era melhor a Pérola não dormir no quarto conosco. Então tivemos de deixá-la dormindo em outro quarto, ela sofreu bastante, durante o dia, ficava horas na porta do nosso quarto chorando. Eu confesso que me arrependo um pouco de ter feito desse jeito, pois demorou um pouco pra Pérola se acostumar com a Alice e tinha até um certo receio de chegar perto. E também quando ela se aproximava da Alice, as pessoas próximas (avós, tios, etc…) acabavam assustando ela e tirando-a de perto da Alice. Se eu pudesse voltar no tempo, teria feito um pouco diferente, mas também é claro que não deixaria a Pérola dormir na cama ou lamber a Alice né, porque já seria demais kkkkkk. Com o tempo fui introduzindo as brincadeiras e carinhos entre elas e pra mim foi demaaais, é uma maravilha pra mim ver as duas brincando (tirando as vezes que tive que correr atrás da Pérola pra pegar o brinquedo da Alice que ela pegou). Ah e no aniversário de 1 aninho da Alice, a Pérola estava lá toda vestida de quadrilha, curtindo a festa e ainda foi pra mesa dos parabéns kkkkk.
Hoje em dia vivemos tranquilamente com as duas juntas, Alice ama a Pérola, e a Pérola também corresponde a maioria das brincadeiras e carinhos, mas a ainda tem um certo receio de brincar com a Alice (ela malina demais da cachorra). Minha filha não desenvolveu alergia nenhuma à animais, não teve problema nenhum causado por animais domésticos. Acredito que a Pérola faz muito bem pra Alice pois ela realmente a reconhece como irmã que faz companhia pra ela todos os dias e a recebe com todo amor e carinho quando ela chega da aula.
O que eu diria para quem tem um animal de estimação e ta esperando um bebê?
1. NUNCA abandone seu bichinho, faça de tudo para não deixá-lo de lado completamente, eles sofrem demais. Sempre antes do banho, enquanto a Alice dormia eu tirava um tempinho pra dar carinho pra Pérola.
2. Apresente seu bebê para o seu bichinho pra que ele possa ir se acostumando com a presença daquele serzinho ali.
3. Converse sempre com ele e fale sobre o bebê.
4. Converse com o pediatra do seu bebê sobre como fazer essa relação com o animal, para que os dois possam conviver tranquilamente. Já foi provado que a relação de bebê e animal fortalece o sistema imunológico.
5. Sem contar que é uma maravilha ver a relação e interação de bebê e o bichinho.
Espero que vocês tenham gostado… Qualquer dúvida, crítica ou sugestão é só entrar em contato com a gente 🙂
Até a próxima, Cris Rendeiro
chadamamae