Os benefícios do desenvolvimento da autonomia da criança.

Por: Cristhiana Rendeiroimage

Oi pessoal, tudo bom? Essa semana teve uma palestra bem legal na escola da minha filha falando sobre a autonomia das crianças. Achei interessante compartilhar com vocês sobre o assunto. Recebi um informativo que descreve basicamente o que foi falado na palestra e eu vou escrever pra vocês o que eu tenho aqui messe material, que foi todo preparado pelos profissionais da escola da Alice (Sugestão de site: http://www.daniellafaria.com.br). Acho muito legal posts sobre o desenvolvimento das crianças, porque é uma forma de nós mães temos de acompanhar e se preparar pra cada fase com nossas crianças. Continuar lendo

YouTube – Lancheira da Letícia

Oi pessoal, tudo bom?

Tivemos muitos pedidos pra falarmos sobre esse assunto, e por isso decidi filmar um pouco sobre o cardápio que eu preparei para o lanche do #piolhinhodamamae. Espero que vocês gostem e se tiverem alguma opção que eu não tenha falado no video, deixem nos comentários abaixo que eu vou adorar saber.

Continuar lendo

Dicas para facilitar a adaptação na escola

Por Amanda Menezes.

1604453_829906650400736_2167107874045940012_n cópia

Olá pessoal, tudo bom? Hoje eu vim aqui dar algumas dicas para facilitar essa fase terrível para os pais (ou não). Quando chega a fase da criança começar a ir pra escola aparecem inúmeras perguntas por conta da insegurança das mães e dos pais. E, acreditem, na maioria das vezes quem sofre mais com essa separação somos nós, e não as crianças. Continuar lendo

Como escolher a escola para as crianças? – Papo entre Mães #1

papoentremaes

Oi pessoal, tudo bom?

No final de 2014 nós fizemos uma entrevista com uma pedagoga sobre a escola da criançada. Fizemos 9 perguntinhas básicas para ter certeza de que a escola que foi escolhida será a melhor para o nosso pequeno. Dentre essas perguntas estão “qual a hora certa para o bebê começar a estudar” e “qual o melhor horário: manhã ou tarde”. Continuar lendo

A primeira vez a gente nunca esquece!

deixando-o-filho-na-escola cópia

Oi pessoal, e finalmente chegou o tão esperado dia. Minha princesa começou a estudar. Hoje eu imagino o que tantas mães e pais, inclusive os meus, sentiram nesse primeiro passo que a criança dá. Tudo bem que foi uma decisão minha, e não dela, mas de qualquer forma ver que ela vai começar um novo ciclo dá sim um pouco de medo. Antes era o bebezinho da mamãe (e sempre vai ser) e agora é uma garotinha independente que já esta em um novo meio e conhecendo novas pessoas.

Hoje eu vim fazer um pequeno resumo de como foi a minha experiência, e é claro que eu quero saber da experiência de vocês sobre essa fase. Vou contar como foram esses primeiros dias de aula, alguns detalhes, alguns dramas, o orgulho, a felicidade… Enfim, vou resumir dia por dia. Espero que gostem de curtir e dividir isso comigo.

1° dia de aula

Chegamos na escolinha e ela já foi toda animada dizendo tchau pro vovôi e falando com todo mundo que encontrava pelo caminho. Entramos na sala de aula dela, e tinham apenas uns 4 ou 5 alunos, uns dois estavam chorando. A princesa me perguntava o que era que tinha acontecido pra eles estarem chorando, toda preocupada. Falou com a tia, e ficou por ali conhecendo o lugar e querendo mexer em tudo. Depois foi brincar no parquinho com os amiguinhos, e de vez em quando vinha falar comigo (que fiquei de longe só olhando). Logo depois da brincadeira no parquinho eles entraram pra fazer uma atividade, e eu resolvi ficar do lado de fora da sala pra saber como ela ia ficar – se ia ter choro ou não. Resultado: ela ficou lá brincando e nem lembrou que eu existia. Eu, é claro, fiquei do lado de fora (escondida) só olhando o que estava acontecendo com a minha princesinha no seu primeiro dia de aula. Se eu quisesse ter ido embora aquela hora, podia, porque ela nem lembrava que eu não tava ali. Mas é claro que como uma verdadeira mãe de primeira viagem, eu fiquei ali esperando até a hora de ir embora. Depois, é claro, ela me encontrou ali olhando ela e me chamou pra entrar. E esse foi o nosso primeiro dia de aula.

2° dia de aula e 3° dia de aula

A princesa teve febre de madrugada e eu preferi não levar ela para a escolinha, ela ficou mole e dengosa, então acho que fiz a melhor escolha. Afinal, ela ainda tem tempo de estudar pro enem mais lá pra frente. kkkkk

Bom, vamos ver se essa gripe vai embora e assim a princesa vai poder ir pra escolinha de novo. Não acho certo quem força a criança a ir pra escola quando não tem tanta necessidade, como é o caso da Letícia, ainda mais se ela tiver doente. Posso até estar fazendo errado desse jeito e isso pode até atrapalhar na adaptação dela. Mas o importante pra mim é ela ficar bem logo pra poder voltar a nova rotina dela.

Espero que tenham gostado de saber um pouquinho da nossa nova rotina, agora com a princesa no maternal 1. Não se esqueçam de me contar como foi a experiência de vocês, vou adorar saber.  E agora o Chá da Mamãe tem mais uma novidade, vamos inaugurar o canal no Youtube – se inscrevam e fiquem sabendo de tudo primeiro (https://www.youtube.com/user/chadamamae).

Beijos e até a próxima

Amanda Menezes

É hora do lanche

hora_do_lanche

Olá meninas!

Hoje eu vou falar sobre um assunto que estava me preocupando esses últimos dias, que é sobre o lanche ideal pra a Alice levar pra escola. É a primeira vez dela na escola, tudo novo e além do todo resto que eu tenho pra me preocupar ainda tem o lanche. Cheguei até a perguntar se lá na escola eles ofereciam um serviço de lanche feito por eles mesmos, em que eu pudesse pagar alguma taxa e a responsabilidade ficaria por conta deles. Até porque oferecer um lanche escolar saudável é uma grande dificuldade para nós mães. Muitas vezes é difícil unir qualidade com praticidade, não estou dizendo que é impossível fazer um lanche prático e saudável, mas principalmente no caso da Alice que vai estudar de manhã, é complicado pela questão do tempo pra fazer tudo e depois ainda ter que enfrentar aquele trânsito. Muitas vezes o prático não é o mais saudável, mas são o que as crianças mais adoram. Mas pra tudo podemos dar um jeitinho e dá pra fazer um meio termo e equilibrar essa alimentação.

Primeiro vamos falar das lancheiras, eu optei por uma térmica, pois elas conservam melhor os alimentos e evita que eles estraguem com facilidade.

Outro fator importante é respeitar a preferencia da criança, não deixando-a escolher o que ela quer levar, mas sim colocando sempre os alimentos que mais agrade ela.

Salgadinho, biscoitos recheados, chocolates, bombons não são proibidos, mas evite colocar na lancheira com muita frequência.

Se a lancheira não for térmica, tenha cuidado com os iogurtes e frios (queijo, requeijão, etc…) pois eles estragam com muita facilidade.

Coloque sempre uma fruta na lancheira, mas é sempre bom perguntar pra criança (quando ela for entendida, que não é o caso da Alice) que fruta ela prefere levar, pois assim a possibilidade dela realmente comer é mais fácil. E opte também por frutas que não estraguem com facilidade.

É sempre bom colocar uma garrafinha de água na lancheira, as crianças sempre esquecem de beber água. É sempre bom ter por perto.

É claro que não podemos esquecer dos carboidratos, pois eles são responsáveis pela energia. Pães integrais, fracês, bisnaguinha, barrinhas de cereais, tudo é interessante de colocar.

Procure variar ao máximo o lanchinho deles para que não enjoem com facilidade e é muito importante que seja um lanche bem colorido e bonito para que a criança sinta prazer de comer.

Espero ter ajudado em alguma coisa. Qualquer dúvida, sugestão ou crítica é só deixar nos comentários. Beijos e até a próxima.

Cris Rendeiro 😉