Gritos: Como Lidar?

643180-Saiba-o-que-fazer-ocm-as-crianças-que-gritam.-Foto-divulgação

Oi pessoal, desde semana passada não consegui escrever pra vocês, então hoje eu tava pensando em algumas coisas que aconteceram esse final de semana, e decidi que não teria assunto melhor. Nesse fim de semana, nós viajamos para uma cidade do interior do Pará para o casamento de um primo meu, e eu nunca imaginaria que não ia conseguir assistir o casamento. Bem no inicio da cerimônia, a minha princesinha Letícia fez uma cena (que nem vale a pena contar) e eu tive que voltar para casa. Acabou que a tolice foi tão grande que eu perdi até a vontade de ir pra recepção. Enfim…

Por causa disso decidi pesquisar um pouco sobre o assunto e encontrei um artigo bem legar sobre isso. O artigo fala que as crianças não gritam porque querem nos aborrecer ou nos provocar. O que acontece é que, muitas vezes, a criança ta cheia de energia e não percebe que falou um pouco mais alto que o comum. É claro que tem aquelas situações que existe a famosa birra, e a criança grita porque quer atenção ou alguma coisa que foi negada.

Todos sabem que gritar de volta com a criança não adianta, mas no calor do estresse é o que a maioria acaba fazendo (inclusive eu), porque isso mostra pra criança que ganha quem grita mais alto. O que na prática é muito verdade! Nesse site tem algumas dicas do que fazer nessas horas, e eu selecionei as que eu achei mais interessantes pra vocês.

Dica 1: “Invente brincadeiras. Experimente dizer para o seu filho: ‘Vamos gritar o mais alto que a gente conseguir’, e junte-se a ele na gritaria. Em seguida, abaixe o volume e diga: ‘Agora vamos ver quem consegue falar mais baixinho’. Continue brincando, sugerindo outros movimentos, como colocar as mãos nas orelhas ou pular.”

Dica 2: “Preste atenção nos sentimentos da criança. Se seu filho está gritando porque quer a sua atenção, pense e reflita se ele realmente está desconfortável ou precisando de algo.”

Dica 3: “Mantenha seu filho ocupado. Você pode transformar seus compromissos em algo divertido para seu filho.”

Dica 4: “Ignore as pessoas ao redor. Muitas mães acham difícil lidar com a criança que fica gritando enquanto outras pessoas ficam lançando olhares tortos. Se você estiver numa igreja ou em um restaurante silencioso, o melhor é levar a criança para fora por um tempo, até ela parar. Mas, num supermercado grande, não é preciso se preocupar tanto com o que os outros vão dizer ou pensar.”

Quem quiser ler o artigo completo só clicar aqui.

Será que conseguiremos colocar tudo isso em prática? Não faço a menor ideia. Mas com certeza continuaremos tentar fazer da melhor maneira possível, não é verdade? Por aqui eu até tento seguir a teoria, mas muitas vezes é difícil demais. Ainda mais tendo que assumir todos os papéis (de mãe carinhosa, de mãe que diz não, de mãe que o filho tem medo e respeita só de olhar…), enfim, cada dia eu procuro aprender mais e mais. E podem ter a certeza que eu venho dividir isso com vocês aqui.

Quem tiver alguma história ou alguma solução pros meus/nossos problemas eu vou adorar saber. Então já sabem, só deixar um comentário abaixo.

Beijos e até quinta.

Amanda Menezes

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s