10 dicas para ajudar a previnir o estresse Pós-parto

Olá gente! Depois que o bebê nasce, a mãe passa por uma avalanche de emoções, por isso eu resolvi fazer esse post e dar umas dicas pra quem está nessa fase ou quem está entrando, para que possa passar por esse período com um pouco mais de equilíbrio e preparação.

A depressão pós-parto está vinculada ao puerpério, período que decorre desde o nascimento da criança até que o corpo e o estado geral da mulher voltem às condições de antes da  gestação. A mãe se desliga da realidade, torna-se agressiva, sente-se intimidada pela dependência integral da criança, perde a comunicação afetiva com o bebê, dorme mal, apresenta falta de apetite e pode ter diversos problemas de saúde. Muitas vezes a própria mulher não quer aceitar a situação, por isso saiba como identificá-la, mas de preferência, tente evitá-la.

Aqui estão algumas dicas que podem ajudar você a evitar passar por um momento tão difícil como esse:

1- Mantenha uma gravidez saudável e acompanhada sempre do seu médico

gravidez-saudável-300x225

Muitas vezes, adolescentes, mulheres acima de 35 anos, mães com aborto de repetição e portadoras de doenças crônicas costumam apresentar gravidez de risco, que contribui para o estresse.  Buscar uma vida saudável durante a gravidez  e o continuo acompanhamento médico são essenciais para evitar problemas futuros.  Alimentação balanceada e rica em fibras, muita água,  estabilidade emocional e distância de cigarro e drogas são desejáveis para uma grávida. Hábitos saudáveis contribuem para uma maternidade sem traumas.

2- Mantenha a os gastos em dia

Rendimento médio do trabalho das mulheres chegou a R$ 1.238 em 2012

A condição financeira é um grande motivo para o estresse. Deixe as contas para antes do nascimento. Se possível bem antes, para não correr o risco de faltar dinheiro em um momento difícil. Até porque, todos sabemos que a despesa de uma criança não é fácil.

3- Prepare os seios para amamentar antes de o bebê nascer.

seios-mamae

Parece fácil, mas não é. Amamentar exige  instrução. Converse com seu médico sobre qual a melhor maneira de preparar os seios para a amamentação. É importante pois evita rachaduras e ajuda a ir dando forma ao bico e o bebê mama sem dificuldades. Se o bebê tiver dificuldade de pegar o peito no começo, insista com paciência e tranquilidade. Se você estiver muito insegura, converse com as amigas que já tiveram filhos ou informe ao seu médico.

4-Tenha estabilidade emocional

materia-63

A gravidez mexe muito com as mulheres. Mas é preciso avaliar até que ponto você está preparada para segurar a onda. O desequilíbrio é a porta de entrada para o estresse. E as consequências são bem desagradáveis: distúrbios do sono, alternância entre carinho e agressividade, irritação, raiva, culpa e, enfim, depressão. Por isso, procure sempre estar de bem com a vida e ter controle de suas emoções, pense sempre que é para o seu bem e do bebê.

5- Confie no seu instinto

crianca-segurando-com-carinho-a-barriga-da-mamae-gravida-foto-andresrshutterstock-0000000000009AD5

O primeiro filho é o teste de fogo. Saiba que você vai errar mais do que acertar no começo. Muita gente vai se meter na maneira de como você cuida do seu filho (principalmente os mais velhos).  Mas tudo sempre termina bem. Procure suportar essa situação e confie nos seus instintos. No caso de grávidas com outros filhos, o problema pode estar no ciúme do filho mais velho. Procure aproximar os irmãos já desde a gestação, e tenha paciência nessa aproximação, sempre tentando balancear a relação entre os dois ou mais filhos.

6-  Encare com bom humor as mudanças no corpo

balanca-peso-obesidade-20130102-size-620

Todas sabem que seu corpo muda com a gestação. Depois do parto, então, a situação piora( eu que o diga). E as mudanças podem  levar à aversão à criança. Fique atenta e não entre em desespero. Até porque, com o tempo, tudo volta ao normal. Só depende de você.

7- Tenha em mente que você vai dormir pouco

pele-dormindo

Deixar de dormir talvez seja o maior drama na vida de uma mãe. Mas é  inevitável( te digo logo). Afinal, no começo, a criança vai mamar em intervalos de três a quatro horas. Sem contar a troca do dia pela noite. O importante aqui é entrar no ritmo e descansar nas horas que o bebê também estiver descasando (era isso que eu fazia). A falta de sono favorece o estresse. Um cuidado importante: esvazie os dois peitos a cada mamada, isso vai saciar o bebê por mais tempo.

 8- Estreite os laços afetivos e mantenha uma boa relação com o seu parceiro

images

O suporte da família e dos amigos é decisivo para a paz de espírito de uma mãe, principalemente numa gravidez não programada ou  indesejada. Nessa hora, o parceiro tem um papel fundamental. Se ele apoiar a parceira e participar da gestação, os riscos de estresse diminuem bastante. Caso contrário, a mulher tem de ficar mais atenta para não se desestabilizar.

Sua relação com o pai do bebê é decisiva para o bem-estar da família. Ambos podem estar carentes, cada um do seu jeito. Tente reverter isso em, gentilezas, gestos de carinho e não em brigas, insultos ediscussões. Compreensão, tolerância e cumplicidade são as palavras de ordem para o casal.

9- Seja MÃE e cultive esse vínculo

Mae-filho-hg

Converse com o seu bebê, conte histórias, acaricie sua barriga, massageie as extremidades, abrace-o. Ações como essas ajudam a aumentar a afinidade com o filho e dão sentido à nova fase de vocês. Isso com certeza neutraliza os efeitos do estresse.

10- Reserve um tempo para si

ESTTIC~1

Sua vida não pode girar exclusivamente em torno do bebê, mesmo nas primeiras semanas. É preciso aliviar o estresse. Tenha com quem conversar sobre outros assuntos, busque atividades que deixem você relaxada, tente tomar um banho com calma (assim que o bebê dormir corra para o banheiro) e cuide de sua higiene pessoal. Evite, por exemplo, passar o dia de pijama e, entre uma mamada e outra, mesmo se o tempo for curto para uma soneca, coloque um CD de música que lhe traga tranquilidade, seu arrume para seu parceiro, procurem fazer atividades juntos, mesmo que em casa, como assistir um filme.

Espero que vocês tenham gostado das dicas e já sabem, qualquer dúvida, crítica ou sugestão é só deixar nos comentários ou envie para o email (chadamamae@gmail.com).

Beijão e até a próxima 😉

Cris Rendeiro

Anúncios

2 comentários sobre “10 dicas para ajudar a previnir o estresse Pós-parto

  1. Gostei das dicas, ou seja, do cha da mae .. rsrs Estou passando por este momento de estresse e jogo tudo no meu companheiro. Ele até que me entende, mas nem sempre compreende. Até eu não estou me aguentando. Fiquei preocupada e resolvi pesquisar sobre o assunto.. descobri que não sou única, é normal nas novas mamães! Obrigada!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s