De casa nova

Olá meninas, depois de muito tempo consegui um tempo pra escrever aqui, era trabalho de conclusão da faculdade, mudança de casa e ainda cuidar da minha pequena e o marido e nesse corre-corre fiquei bem ausente aqui. E o que eu vou falar hoje é justamente sobre essa nossa mudança de uma casa pra outra. Todo mundo fala que quem casa quer casa e por isso fui atrás da minha. Desde que a Alice nasceu nós estávamos morando na casa da minha sogra, por vários motivos, que vai desde a ajuda dela, minha vida com a faculdade e as coisas da casa e também pelo aluguel. Ficamos lá por mais de dois anos e apesar de ter uma sogra que é uma Mãe pra mim, sentimos como todo casal, a necessidade de ter nosso cantinho. Pra mim, não tem coisa pior que esse processo de mudança e com crianças foi pior ainda. Arruma pra cá, encaixota pra lá e finalmente conseguimos mudar.

Na casa ainda faltavam alguns retoques, mas é nossa e nada melhor do que o nosso lar. E em meio a toda essa mudança, o que mais nos preocupou foi como seria a adaptação da Alice, qual seria a reação dela na nova casa, longe dos avós com quem ela estava acostumada a ver todos os dias. Antes de mudarmos, nós sempre trazíamos ela na casa pra já ir conhecendo. E como esperávamos, ela não teve problema nenhum em se adaptar a casa nova, pelo contrario, ela se sentiu mais livre e muito mais feliz, pois agora ela tinha espaço pra brincar e a minha preocupação com ela diminuiu bastante, pois eu não preciso mais me preocupar com escadas ou coisas que ela não podia mexer. Sem contar que agora temos um lugar para receber os nossos amigos e os amigos dela, inclusive já até recebemos em casa a visita da amiguinha Letícia, filha da Amanda, e tivemos um dia maravilhoso com direito a picolé, banho de piscina e muito mais.

Pra quem assim como eu está passando por esse processo de mudança, a dica é tentar de todas as maneiras adaptar da melhor maneira possível o seu filho para que ele não estranhe a casa nova. Tenta fazer como eu e leve ele pra conhecer o lugar antes, isso ajuda bastante e tente criar um ambiente agradável para os pais e principalmente para as crianças.

Essa foi minha experiência de mudança de casa que quis compartilhar com vocês. Beijão e até a próxima

Cris Rendeiro 😉

Imagem

Anúncios

Quando chega a hora de tirar o bebê da fralda?

bebe-fax-xixi-penico-aos-seis-meses cópia

 

Olá mamães essa é uma questão que uma hora ou outra vai bater na sua porta. Quando chega a hora de tirar o bebê da fralda? Como devo fazer isso? Bom, não sou especialista e não sei exatamente o que fazer. Sou uma mãe de primeira viagem que está passando por esse dilema. Comecei a pensar nesse assunto quando a minha pequena Letícia começou a não querer mais colocar a fralda descartável. É claro logo pensamos na economia que vai trazer esse desfraldamento, mas antes de qualquer coisa, devemos pensar se já é o momento para isso acontecer.

No meu caso e no caso da minha pequena Letícia, acredito que já ta chegando a hora. Principalmente pelos sinais que ela já começa a demonstrar: não querer colocar fralda descartável depois do banho, falar quando fez xixi ou cocô, não querer ficar muito tempo com a fralda cheia de xixi, dentre muitos outros. Com isso tudo, fui atrás para entender como é esse processo de desfraldamento.

Antes de qualquer coisa é preciso saber se a criança já tem o interesse em deixar de usar fralda. Caso a resposta for positiva, é preciso ter a postos um peniquinho ou um acento adequado para criança no vaso sanitário. Para a minha Letícia, eu vou apostar no peniquinho, pode ser que ela não consiga se acostumar com ele, mas eu acredito que será mais fácil de ela querer sentar ali para fazer suas necessidades, do que num vaso sanitário que ela ainda não tem altura suficiente.

É necessário que os pais e familiares deixem a criança se acostumar com esse novo “brinquedinho” para que o processo se dê de forma mais fácil, rápida e sem traumas futuros. Depois que ele/ela se acostumar a sentar no peniquinho, os pais poderão sentar essa criança sem fralda. Sempre lembrando que é importante explicar para que serve aquilo, pode ser colocada a fralda suja dentro para ilustrar para a criança.

Lembrem que não adianta nada passar pelo processo todo, se antes não for ensinado para a criança que ela deve pedir sempre que tiver vontade de ir ao banheiro. É claro que poderão acontecer pequenos acidentes, e em algum momento durante esse processo, poderá ter xixi espalhado pela casa. Mas não se preocupe, e nem brigue ou castigue a criança. Apenas mostre que seria melhor se ele/ela tivesse feito no peniquinho.

Bom, por enquanto é isso. Ao longo do processo com a minha pequena Letícia, eu venho contando para vocês como está sendo. E claro, me contem também como foi ou como ta sendo essa experiência de vocês com os pequenos. Vou adorar saber.

Beijos e até a próxima.

Amanda Menezes

Dicas da Mamãe: 5 app para te ajudar

Olá mamães, depois de tanto tempo o blog finalmente terá vida de novo. Para quem ainda não sabe estávamos passando pelo segundo drama mais importante das nossas vidas, o famoso Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). Tudo foi do jeito que esperávamos e agora estamos ‘livres’ para retomar o blog e a página do facebook. Hoje eu vim aqui dar algumas dicas sobre aplicativos para ajudar você, tanto na hora de sair com o pequeno quanto para ajudar as gravidinhas a saberem como anda seu bebê.

O primeiro deles, pra mim, o mais importante é o Play Kids. Pra quem ainda não conhece esse é um aplicativo para crianças de todas as idades, que gostam de assistir desenhos de todos os tipos. Além de que, ele também possui diversos jogos que estimulam a coordenação dentre outros. Apesar de não gostar que a minha pequena Letícia viva nesse mundo de tecnologia, faço questão de adaptar o tempo dela para que ela também possa brincar e se divertir com ele.

images

O segundo app é para o controle das mamães, se chama Mamãe Aplicada. Funciona mais ou menos como uma agendinha. É possivel cadastrar o seu bebê e adicionar algumas informações básicas como tipo sanguíneo, peso, altura e etc. Nele, você consegue também acompanhar o crescimento do seu bebê através de gráficos, e também possui um calendário que marca as vacinas que são necessárias para seu bebê de acordo com a idade da criança.

1488045_607252182666185_1273727958_n

O terceiro app é para as gravidinhas, usei bastante durante a minha gravidez mas não o app. Acredito que a maioria deve conhecer o Baby Center (http://brasil.babycenter.com/), sempre adorei poder receber semanalmente tudo o que estava acontecendo com meu bebê e também comigo, além de várias dicas sobre o período que você esta passando. Encontrei agora o app do site, se chama Minha Gravidez Hoje | Baby Center. Funciona do mesmo jeito do site, mas agora recebendo no celular ao invés de no email.

babycenter-my-pregnancy-today_204x204

O quarto aplicativo que eu vou citar aqui chama-se Manual da Mamãe. Esse app é de um site que eu conheci a pouco tempo e adorei (http://manualdamamae.com/). Através dele você consegue fazer o download da revista que possui diversos assuntos relacionados ao universo feminino e da maternidade. Baixei recente e já estou gostando muito.

unnamed

E por ultimo, não menos importante o famoso app que me salvou de muuuuuitas coisas, Turma da Galinha Pintadinha. Como vocês já devem imaginar, nele tem vários videoclipes dessa galinha tão querida pelas crianças.

turma-da-galinha-pintadinha-

Todos os aplicativos citados a cima estão disponíveis para IOS e são gratuitos. Veja a disponibilidade deles para ANDROID. Espero ter ajudado e espero que vocês tenham gostado. Lembrem que qualquer sugestão ou crítica pode ser enviada para o email do Chá da Mamãe (chadamamae@gmail.com).

Um beijo e até a próxima.

Amanda Menezes