O que fazer com o berço depois que o bebê cresceu?

Sem títuloAA

Olá mamães, hoje vim aqui tentar ajudar vocês que não sabem o que fazer com o berço do bebê depois que ele cresceu. Quando fomos comprar o berço da Letícia procuramos um modelo que pudessemos reaproveitar depois que ela crescesse. Compramos um modelo de berço conhecido como 3 em 1. É aquele que depois podemos transformá-lo em mini cama ou sofá. Achamos muito pratico porque não precisaríamos comprar novamente os móveis pro quarto dela. Hoje já mudamos pra mini-cama. Ela ainda não dorme porque ainda falta colocar o protetor pra ela não cair.  Ele era assim:

berco-mini-italia-4

Uma das opções que eu encontrei pra dividir com vocês é reutilizar o berço como escrivaninha pro bebê.

berço (1)

images (5)

554161_669400076412251_1777514943_n

Uma outra opção é montar um sofá pra enfeitar tanto o quarto da criança como alguma outra área externa da casa.

berço

E ai, o que fazer com as outras peças que não foram utilizadas? Uma ótima opção é usar para guardar os livros de historinhas e as revistas de pintar das crianças. Claro, que também pode ser usado para guardar qualquer outro tipo de objeto. Na cozinha, que tal estender os guardanapos?

porta revistas mantas berço

lateral-berço

grade berço livreiro

Uma ideia para a mamãe reutilizar o berço é como estante na sala. Simples e prática.

berço de bebe

 

E a minha preferida, para as meninas que tal montar uma cabana? Tenho certeza que elas vão adorar.

reaproveitando_berço7

Bom mamães espero ter ajudado um pouquinho com essas idéias ai 🙂 Se alguma de vocês fizer, mandem pra gente a foto de como ficou no email (chadamamae@gmail.com) ou facebook (https://www.facebook.com/ChaDaMamae).

Beijos, Amanda Menezes.

 

 

 

Anúncios

Como viajar de avião com as crianças.

viagem de avião

Quando chegam as férias ou qualquer feriadinho que dê pra dar uma relaxada com a família, a primeira coisa que vem a cabeça é “como viajar com as crianças de avião”? Dúvidas são frequentes entre as mamães principalmente sobre o bem estar da pessoa mais importante das nossas vidas.

Espero conseguir ajudar um pouco alguma de vocês. Quando viajei em julho com a minha pequena Letícia foi tudo bem. Ou melhor, tudo ótimo, ela adorou mesmo. O trajeto foi Belém-Macapá, pra quem conhece sabe que a duração da viagem é de aproximadamente 40 minutos. Então, nesse pequeno espaço de tempo foi tudo tranquilo.

 

Algumas perguntas frequentes:

 1. Quais são os documentos necessários para que meu filho embarque comigo em um voo doméstico?

Se o voo for nacional, é necessário que você esteja com o documento de identidade ou a certidão de nascimento da criança. Lembre-se de que, segundo o Estatuto da Criança e do Adolescente, menores de 12 anos precisam estar acompanhados de, pelo menos, um dos pais ou parentes maiores de 18 anos. Caso contrário, você precisará fazer uma autorização judicial (com reconhecimento em cartório) para que ele embarque com outro acompanhante.

 

2. Se a viagem for internacional, quais são os documentos necessários?

A criança precisará ter um passaporte, caso o destino seja um país fora do Mercosul. Mas fique atenta à data de validade, pois no passaporte de crianças menores de 5 anos o prazo é menor que o de adultos. Também será preciso conseguir um visto caso o país de destino exija. E, se seu filho for embarcar apenas com você, é preciso levar uma autorização por escrito do pai reconhecido em cartório. O modelo da carta pode ser encontrado no site do Tribunal de Justiça.

 

3. Quais procedimentos devo tomar durante o voo?

Os cuidados não mudam por você estar em um avião – eles serão os mesmos que você costuma fazer em casa. A troca de fralda, por exemplo, deve ser realizada assim que você perceber que ela está suja.

A alimentação vai variar de acordo com a idade. Em geral, não se recomendam intervalos muito longos, acima de três horas, aconselhou a pediatra Ana Paula Mubarac. Se a viagem for muito longa e você precisar dar banho no bebê, toalhas e lenços umedecidas são a melhor opção.

Em relação ao ouvido do bebê, com a minha princesinha eu optei por levar uma mamadeira com suco de laranja para ajudar na hora da decolagem. Uma chupeta também serve, se o bebê gostar. Depois disso ela dormiu a viagem inteira, então não precisei me preocupar com a hora do pouso.

 

4. Como realizar a troca de fraldas no avião?

Algumas aeronaves possuem fraldários. Na dúvida, troque seu bebê antes de embarcar, no próprio aeroporto. Se precisar fazer isso no avião, chame a comissária de bordo e pergunte se tem algum lugar onde você possa ficar mais à vontade com o bebê. Mas atenção: não ignore a troca de fraldas, pois isso pode causar desconforto e até assaduras graves.

 

5. Como é o atendimento da companhia aérea é diferenciado quando viajo com meu bebê?

Sim, ou pelo menos deveria ser. Segundo a Anac, crianças de até 12 anos, de colo ou não, são consideradas passageiros com necessidades especiais e têm preferência no embarque, no check-in e nos assentos diferenciados, como os das primeiras fileiras. Isso vale também se você estiver amamentando.

Mas é preciso avisar a companhia no ato da compra ou depois, pelo SAC, com 48 horas de antecedência. Para o check-in, mesmo tendo atendimento preferencial, você ainda deverá respeitar o horário de chegada pedido pela empresa, que geralmente é de uma hora para voos domésticos e duas para internacionais.

 

6. O que levar na bagagem de mão?

  • Uma ou duas mamadeiras vazias (para colocar os líquidos oferecidos no avião, como água ou suco);
  • Leite artificial (caso use);
  • Alimentação, como papinhas (dependendo do horário, caso a companhia aérea não forneça);
  • Chupeta;
  • Fraldas descartável e de pano;
  • Lenços umedecidos para higiene do bebê;
  • Travesseiro (caso a companhia aérea não forneça um);
  • Coberta ou blusa de frio (para proteger do ar-condicionado);
  • Brinquedos silenciosos (para não incomodar os outros passageiros);
  • Duas trocas de roupa;
  • Medicamento para febre e outros que costuma usar, para uma emergência;
  • Para os que estão acostumados à tecnologia, levar um notebook ou tablet ajuda na distração da criança;
  • Cartão de vacinação do bebê, nunca se sabe quando pode precisar

 

7. Cuidados especiais.

  • O seguro-viagem é algo quase imprescindível. Criança são sensíveis e um simples resfriado pode te fazer dar adeus à boa parte da viagem.
  • Planeje muito bem a bagagem de mão do seu bebê. Passar pelo Raio-X com uma criança chorando aos berros no colo e mais um montão de bagagem não é pra qualquer um.
  • A malinha de mão com as coisas do seu bebê devem ficar embaixo da poltrona e não no compartimento de bagagens acima, vai ser  um problema quando precisar de algo durante a viagem.
  • Com filhos pequenos o melhor lugar é viajar na janela, por razões de segurança. A companhia aérea se preocupa com isso. O corredor sempre conserva um risco a mais de queda de objetos dos compartimentos.

 

Bom mamães espero ter ajudado e boa viagem! Caso tenham alguma sugestão de tema só mandar email para chadamamae@gmail.com ou deixar um comentário abaixo.

Beijos, Amanda Menezes.

O papel das avós na educação dos netos.

De um lado, temos a mãe e pai que impõem uma série de regras e costumes na hora de criar os filhos. Do outro lado, temos os avós que muitas vezes querem instituir sua própria castilha de educação. Bem, eu me pergunto, como escapar dessa situação?
Eu tento, de todas as maneiras evitar qualquer tipo de discussão ou desentendimento quando se diz respeito a esse assunto. Tentei seguir algumas regras, para assim conseguir viver em paz entre mãe, filha e sogra. Como principal regra é preciso conhecer a função de cada personagem na história. E a partir daí, ser sempre muito franca e abrir o jogo com a avó, seja ela sua mãe ou sua sogra.
Explique que aceita de muito bom grado os conselhos e a preocupação, mas que você mesma prefere escolher de que forma vai agir com seu filho. Caso isso não dei certo, faça como eu e use uma outra tática, hahaha. Mais conhecida como “ouvido de mercador”, simplesmente ignore e faça do seu jeito. Mas sem entrar em discussão ou provocar atritos.
E tenha a certeza, de que com o tempo, você vai descobrir que a avó, aquela figura que parecia tão implicante ou dona da razão, é essencial nas nossas vidas e não tem como desprezar tanta sabedoria, como a das vovós.
O importante, é cada um assumir seu papel dentro da vida da criança, respeitando as regras de cada um e assim vivendo em paz e amor.

Aniversário Galinha Pintadinha – 1 aninho

Olá mamães, quem acompanha sempre o Chá da Mamãe sabe como foi os preparativos pro tão esperado um aninho da minha pequena Letícia.  Como tinha prometido, vou mostrar como ficou o aniversário da minha gatinha 🙂 Foi tudo lindo e como eu imaginei que seria.1. O salão: foi todo decorado com o tema Galinha Pintadinha, comprei em um site de compra coletiva o pacote da decoração. Nele tinha direito a uma decoração provençal. E eu pude escolher cada detalhe.

2. Os centros de mesa: eu mesma quis fazer. Procurei modelos na internet, e vi os que mais gostei. Então só fiz comprar os pirulitos e as caixinhas pra colocar. Prendi eles com argila. Foi rápido e fácil de fazer.

3. O carrinho de presentes: fazia parte do pacote da decoração que eu comprei. Escolhi com a decoradora, quando fui escolher os detalhes da decoração.

4. O bolo e partes da mesa: O bolo eu ganhei de ‘brinde’ com a pessoa responsável pelo buffet e o salão. Mas eu mesma escolhi o modelo e as cores. Os Cupcakes foram encomendados com uma pessoa de confiança e que eu já conhecia o sabor.

5. Quadradinho de maracujá: Um dos meus doces preferidos e que fiz questão de ter no aniversário da minha princesinha. Quem fez foi a minha vizinha querida, estavam deliciosos.

6. Uvinhas: Os doces foram o que enfeitou a mesa, e todos foram feitos com a ajuda das minhas primas e da minha vizinha querida.

7. Cupcakes

8. Mesa de doces e estante de brindes masculinos

9. Marshmallow

10. Docinhos

11. Cupcakes em formato de galinha pintadinha e pintinho amarelinhos.

Espero que tenham gostado das idéias. Eu contratei uma empresa de decoração pra montar todo o espaço. Mas fiz questão de fazer os docinhos e os brindes. Você pode ler o post completo sobre como organizar um aniversário em Dicas para organizar aniversário

Beijoos, Amanda Menezes.

Como organizar um Chá de Bebê

Olá mamães!!!

Bem, já postamos dicas sobre como organizar um batizado, como organizar um aniversário e estava faltando o Chá de Bebê.
Organizar um chá de bebê lindo e divertido é muito mais fácil do que você imagina… Com um pouquinho de organização e planejamento você pode tornar o seu chá inesquecível.
Dependendo de como anda sua gravidez, você pode muito bem organizar o seu chá, mas é claro com a ajuda de uma amiga, familiares e afins.
Geralmente eles acontecem entre o 7º e 8º meses, quando são gêmeos você pode fazer no 6º mês.
Vou contar pra vocês um pouco sobre como foi a organização do meu…
Eu optei por um chá de fraldas, pois era eu que eu mais usaria no decorrer dos meses e as outras coisinha da minha gatinha, preferi escolher eu mesma.
 
Eu fiz uma lista de tudo o que precisaria ser feito:

1.Fazer a lista de convidados
 
2.Organizar a lista do que vai pedir de presente
3.Definir o local
4.Definir o horário
5.Preparar os convites
6.Pensar nos detalhes da decoração
 
7.Providenciar as lembrancinhas
8.Definir os comes e bebes
9. Escolher as brincadeiras
10.   Fazer a lista de todo o material que vai ser necessário comprar (entre decoração, comes e bebes e brincadeiras).
 
 
Depois de definido a lista de convidados, você precisa ver o espaço, saber qual a estrutura, quantas pessoas comporta e quantas mesas serão necessárias.
Comecei a organizar tudo, pelo menos um mês antes e distribui os convites, mais ou menos uns 15 dias antes do dia da festa.
Tive grande ajuda de minhas amigas Dayara, Ana e Karen, que nunca me abandonam. Toda a decoração foi feita por elas.

Na decoração tinha o tradicional bolo de fraldas, que nós mesmas fizemos.

Além do bolo de verdade.

 

Organizamos tudo na mesa principal. Ficou a coisa mais linda! Inclusive as flores e borboletas fomos nós quem fizemos também, são de isopor e cartolina.

 
Usei o cercadinho dela para colocar os presentes.

Nas mesas dos convidados, em coloque um vasinho de papelão com argila no fundo, ai prendi os balões na argila e enchi os vasinhos de papel crepom cortado em titinhas.

Como lembrancinhas, eu dei garrafinhas com mel de abelha que fizeram maior sucesso. Nós mesmas fizemos a embalagem, onde na frente continha um versinho em que dizia as possíveis características da minha bebê e atrás as propriedades do mel de abelha. Foi sucesso total e muito diferente.

No cardápio, eu optei por servir de entrada os salgadinhos e como principal foi servido Salpicão e Risoto de Caranguejo. Como sobremesas, além dos docinhos da mesa, teve mousse Romeu e Julieta e uma torta Nega Maluca. Preferi servir tudo em descartáveis para poupar o trabalho.
Como bebida, foi servido água, refrigerantes, sucos de goiaba e cupuaçú e alexander.

As brincadeiras fui eu mesma quem escolheu, organizei com antecedência tudo, separei o que seria necessário e na hora, uma de minhas amigas quem comandou as brincadeiras.

Bem gente, o meu chá foi lindo e inesquecível, todas as fotos são desse dia tão especial pra mim. Espero ter ajudado um pouquinho na organização do chá de vocês.

Beijão e até a próxima!!!
Cristhiana Rendeiro 🙂

Sobre comida: MIOJO

Mamães acabei de ler isso na página de uma amiga que é nutricionista e achei super interessante compartilhar com vocês aqui no blog. Eu ainda não dei para Letícia, e depois de saber de tudo isso, não darei mesmo. 



“Você sabe porque o MACARRÃO INSTANTÂNEO fica pronto em TRÊS minutinhos? 

Muitas pessoas compram esse tipo de macarrão com a desculpa de ser “prático”, “barato” e “rápido de ser feito”, não é mesmo? O que muitas dessas pessoas não sabem é que junto com essas qualidades, vêm grandes defeitos também!Vamos começar falando porque ele fica pronto em tão pouco tempo… No processo de fabricação desse macarrão, ele primeiro é PRÉ-COZIDO. Por isso, cozinha tão rápido. O problema é que, para ele ficar na forma que ele é vendido (e não molinho como são os macarrões cozidos) ele precisa perder água, e isso é feito através de FRITURA. Isso mesmo, você leu bem: FRITURA!

Bom, mas qual a melhor opção então? Espere mais uns 5 minutinho e cozinhe o macarrão comum, mesmo… Vamos lá, a diferença de tempo não é tão grande não é mesmo? A de calorias é sim: Enquanto um pacote de 85g de MIOJO tem em torno de 390 kcal (dados da embalagem), a mesma quantidade de macarrão cru tem 315 kcal(fonte: TACO, Unicamp). A diferença é ainda maior quando consideramos a quantidade de gorduras: são 14g do miojo, contra 1,1g do macarrão. Assustador, não?

Mas, como se isso não fosse suficiente, ainda vem com aquele PACOTINHO DE TEMPERO PRONTO. Aquele temperinho é feito de SAL, GORDURA, CORANTES E ADITIVOS. Vamos de novo a embalagem… UM PACOTINHO DE MIOJO TEM 2,150mg DE SÓDIO, OU SEJA, 90% DA RECOMENDAÇÃO PARA UM ADULTO. E 113% do limite máximo que uma criança de 4 a 8 anos deveria comer em um dia inteiro!

Resumindo, o miojo não deve ser consumido nem por adultos e muito menos por crianças. Vamos lá gente, coragem e nada de preguiça… São 5 a 10 minutinhos a mais para preparar um macarrão comum, e muitos anos de vida a mais que vamos ganhar!”


Em meio a tempestades

 

Olá mamães essa semana foi meio atordoada na nossa vida aqui. Mas, todo casal briga certo? Então, nada mais normal que algumas palavras mal ditas e algumas brigas no meio de uma relação. Aqui foi bem isso que aconteceu. Não falarei os motivos pra isso ter acontecido, porque não vem ao caso agora. Resolvi escrever sobre isso pra tentar ajudar alguma de vocês que possa estar passando pela mesma situação de brigas que eu passei.

A verdade é que quem mais sofre com tudo isso é a pessoa mais importante das nossas vidas: o bebê. Apesar de não falar ou não saber dizer o que sente, eles sofrem com o clima ruim que passa a existir dentro de casa. Aqui, a minha gatinha ficou mais grudada em mim do que nunca. Eu sentia que ela tentava me proteger e me dar carinho de jeito que podia.

Não sei como é a experiência de ser mãe solteira ou separada, tive a sorte de engravidar de alguém que nunca saiu do meu lado e me apoiou em todos os sentidos possíveis, mas imagino que não deve ser fácil. Ter que decidir as coisas sozinha, ter que resolver os problemas sem alguém pra pelo menos perguntar uma opinião, e ainda assim cuidar de um pequenino que é tão dependente da gente deve ser uma barra muito grande de se aguentar.

Enfim, só quis compartilhar isso com vocês pra que nossos pequenos não sofram junto com a gente por causa de besteiras e de brigas bobas. Não aconteceu nada de grave aqui, só bate boca. Mas todas sabemos de inúmeras histórias de homens que batem nas esposas na frente das crianças. Espero e desejo de coração que nada aconteça com nenhuma de nós. E que o respeito prevaleça acima de tudo.

Um beijo especial.
E quem tiver alguma história pra contar sobre isso, comenta ai e quem sabe não podemos juntas resolver os problemas bobos de casal.

Amanda Menezes